Marcadores

Denunciar abuso

Pular para o conteúdo principal

Livro: "Kamala Harris": A primeira Mulher vice-presidente dos EUA

Kamala Harris

A vida da primeira mulher vice-presidente dos Estados Unidos (EUA)


A vida de Kamala Harris a primeira Mulher vice-presidente dos Estados Unidos, é pouco convencional. Ela e sua irmã mais nova foram criadas por mãe solo, uma importante pesquisadora de câncer que emigrou da Índia aos 19 anos em busca de uma educação melhor. A mãe de Harris e o pai, um professor de economia de origem jamaicana, se separaram quando a menina tinha apenas cinco anos. Neste livro, o experiente jornalista Dan Morain revela os detalhes da vida de Kamala Harris.

Você conhecerá a ascendente promotora lidando com casos de abuso de crianças e homicídios no Condado de Alameda; a promotora pública de São Francisco implementando maneiras inovadoras de combater a evasão escolar; e vai vê-la ainda assumir o cargo de secretária de Justiça da Califórnia, feito que nenhuma outra mulher negra havia alcançado até então.

Descobrirá sua ousada decisão de concorrer ao Senado dos Estados Unidos apenas cinco anos depois de assumir o cargo de secretária de Justiça ― e de abraçar a candidatura de Barack Obama quando ele era apenas um tiro no escuro. E conhecerá Harris, a rainha da virada, que do fracasso como candidata presidencial articula uma brilhante campanha nos bastidores para conseguir o lugar de vice-presidente na chapa de Joe Biden.

Esta biografia é um retrato fiel dos valores e prioridades de Kamala Harris, do tipo de pessoa que escolhe para estar perto, dos desafios em que se sai melhor e dos erros e riscos que teve de assumir em seu caminho até o topo.


Sua mãe sua maior inspiração

Quem trabalha próximo a Harris diz que ela não passa uma semana sem citar alguma pérola de sabedoria transmitida por Shyamala Gopalan Harris, falecida em 2009. A que ela mais repete em público: “Você pode ser a primeira a fazer muitas coisas, mas jamais deixe para ser a última.” Às vezes, em momentos importantes de sua vida, ela fica com os olhos marejados ao se lembrar da mãe, visivelmente desejando tê-la ao seu lado. “Minha mãe, Shyamala Gopalan Harris, era uma força da natureza e minha maior fonte de inspiração”, disse Harris em uma publicação no Instagram homenageando a mãe durante o Mês de História da Mulher em 2020.


Ela foi integrante da irmandade Alpha Kappa Alpha na faculdade

Em 7 de novembro de 2020, o dia em que Joe Biden declarou a vitória em sua longa disputa pela presidência, a vice-presidente eleita Kamala Harris subiu ao palco vestida de branco, em comemoração aos cem anos do sufrágio feminino, e usando brincos de pérola em homenagem à Alpha Kappa Alpha, a primeira irmandade criada por e para mulheres negras. Harris homenageou as mulheres que a precederam — Shirley Chisholm, Hillary Clinton e muitas outras — e tornou-se o exemplo vivo da promessa de que qualquer menina pode se tornar o que aspirar ser desde que tenha talento e garra, e uma dose de sorte.


Foi uma importante procuradora-geral

Em um de seus primeiros dias no cargo, a procuradora-geral Kamala Harris deu uma recepção no salão do décimo sétimo andar da sede do Departamento de Justiça da Califórnia em Sacramento. Nada de câmeras, nada de imprensa, só ela, uns comes e bebes e a equipe. Promotores veteranos, agentes do Departamento de Justiça, guardas e funcionários da lanchonete compareceram. Foi a primeira vez que muitos dos empregados estiveram no salão ou trocaram um aperto de mão com um procurador-geral. Foi um momento esperançoso, agradável e profissional. Pela primeira vez em trinta anos, o departamento seria comandado por uma advogada com uma significativa experiência de tribunal.

Sobre o Autor:

DAN MORAIN cobriu a política da Califórnia e questões relacionadas à justiça por mais de quatro décadas. Trabalhou por 27 anos no jornal Los Angeles Times e por oito no Sacramento Bee.


Aonde eu encontro o Livro, Kamala Harris?


Nossa Achei

Amazon


Posts Relacionados:

[posts--tag:Politica--5]

Comentários